Dicionário da saúde: psoríase

A psoríase é uma inflamação na pele, crônica e não contagiosa, que atinge tanto homens como mulheres, principalmente na faixa etária entre 20 e 40 anos. Vermelhidão na pele, coceira e ressecamento da região são os principais sintomas.

A psoríase é uma doença inflamatória, crônica e imunomediada, que atinge a pele, apresentando placas avermelhadas cobertas por escamas esbranquiçadas. Sua causa acontece por um desequilíbrio imunológico de origem genética, não necessariamente transmitida por descendentes. Fatores ambientais e o estresse podem agravar o quadro. A doença atinge tanto homens quanto mulheres, em qualquer idade, porém, mais casos são encontrados entre os 20 e 40 anos (e 15% durante a infância)¹,².

As lesões diferem em sua forma de gravidade e podem aparecer em todo o corpo, sendo mais comum no couro cabeludo, cotovelos e joelhos, palmas das mãos e plantas dos pés, unhas e tronco, manifestando coceira, queimação no local, dor e descamação. Em casos mais graves, podem levar à incapacidade física, acometendo também as articulações. Não é contagiosa, mas por conta da estética da pele, acaba interferindo na autoestima e qualidade de vida do paciente¹,². Existem oito tipos identificados¹:

Psoríase artropática: aparece de repente, apresentando dor nas mãos, pés e joelho e está relacionada com o comprometimento das articulações;

- Psoríase em placas: é a forma mais comum da doença e apresenta lesões avermelhadas de vários tamanhos, com escamas secas, que surgem no couro cabeludo, joelhos e cotovelos;

- Psoríase Eritrodérmica: quando a doença atinge mais de 90% do corpo, ocasionada pela piora da psoríase em placas ou pustulosa generalizada;

- Psoríase gutata: são pequenas lesões em formato de gota que geralmente aparecem no tronco, braços e coxas (bem próximas aos ombros e quadril), principalmente em crianças e adultos jovens;

- Psoríase invertida: aparecem nas dobras, como axilas e virilhas, e são mais úmidas;

- Psoríase palmo-plantar: manifestam-se como fissuras nas palmas das mãos e solas dos pés;

- Psoríase pustulosa: são lesões com pus que geralmente aparecem nos pés e nas mãos, mas podem espalhar-se pelo corpo;

- Psoríase ungueal: atinge as unhas das mãos, apresentando depressões puntiformes ou manchas amareladas.

Existem algumas formas de tratamento para a psoríase, que dependem do grau das lesões. Os mais comuns são: fototerapia, em que o paciente submete a pele à exposição da luz ultravioleta de forma consistente; tratamentos tópicos (cremes e pomadas para passar na pele) para os casos leves; tratamentos sistêmicos (comprimidos ou injeções) indicado para pacientes com quadro moderado a grave, e para os que apresentem artrite psoriásica; e, finalmente, os tratamentos biológicos, os chamados anti-TNFs (como adalimumabe, etanercepte e infliximabe), anti-interleucina 12 e 23 (ustequinumabe) ou anti-interleucina 17 (secuquinumabe), que são injetáveis, para casos moderado a grave, que não responderam às outras terapias.  Qualquer que seja o tratamento adotado, ele deve ser indicado pelo médico e acompanhada pelo mesmo durante todo o período³.


Comorbidade

A pessoa com psoríase tem maior probabilidade de desenvolver outras doenças como diabetes, doenças cardiovasculares, doenças inflamatórias intestinais, entre outras4.

O paciente com psoríase pode seguir algumas recomendações no dia a dia para melhorar sua qualidade de vida5

  • Marque consultas regularmente com o médico e siga sempre suas orientações;
  • Tome sol, mas com cuidado e de forma moderada, sem esquecer de passar um creme hidratante. O médico irá dizer qual o mais indicado;
  • Hidrate a pele com frequência para evitar o ressecamento, que favorece o aparecimento das lesões;
  • Evite bebidas alcoólicas e tabagismo, procure manter-se emocionalmente bem. O estresse é um dos fatores de desencadeamento;
  • Não tenha vergonha de você. Procure ajuda especialista se necessário, mas não comprometa os momentos de lazer por conta do estado da pele.
 
Fontes: 1. O que é psoríase – Associação Brasileira de Psoríase, Artrite Psoriásica e de Outras Doenças Crônicas de Pele. Disponível em: https://psoriasebrasil.org.br/o-que-e-psoriase/. Último acesso em 22 de outubro de 2020.  2. Psoríase – Biblioteca Virtual em Saúde Ministério da Saúde Brasil. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/dicas-em-saude/2203-psoriase. Último acesso em 22 de outubro de 2020.  3. Psoríase – Sociedade Brasileira de Dermatologia. Disponível em: http://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/doencas-e-problemas/psoriase/18/#tratamento.  Último acesso em 22 de outubro de 2020.  4. Comorbidades – Associação Brasileira de Psoríase, Artrite Psoriásica e de Outras Doenças Crônicas de Pele. Disponível em: https://psoriasebrasil.org.br/comorbidades/. Último acesso em 22 de outubro de 2020.  5. Recomendações – Associação Brasileira de Psoríase, Artrite Psoriásica e de Outras Doenças Crônicas de Pele. Disponível em: https://psoriasebrasil.org.br/recomendacoes/. Último acesso em 22 de outubro de 2020.