Encontramos 345 resultados
Produtos
Oxaliplatina
Este medicamento é destinado ao tratamento do câncer intestinal (colorretal) metastático (com metástase) em associação às fluoropirimidinas. A oxaliplatina em combinação com 5-FU/FA e bevacizumabe é indicada para tratamento de primeira linha do câncer colorretal metastático. A oxaliplatina está indicada, em combinação com fluorouracil e ácido folínico (leucovorin) (5-FU/FA), para o tratamento adjuvante de câncer colorretal em pacientes que retiraram completamente o tumor primário, reduzindo o risco de reincidência do tumor. Não é indicada para os pacientes em estágio II sem características de alto risco.
/produtos/oxaliplatina
Paclitaxel
O paclitaxel tem as seguintes indicações: Carcinoma (tumor maligno) de Ovário O paclitaxel é indicado como primeira e segunda linha de tratamento do carcinoma avançado de ovário, quando indicado como primeira linha de tratamento, paclitaxel é utilizado em combinação com outro medicamento com composto de platina. Câncer de Mama Paclitaxel é utilizado como tratamento adjuvante do câncer de mama, ou seja, é utilizado posteriormente ao tratamento principal. Como tratamento de primeira linha é utilizado após recidiva da doença dentro de 6 meses de terapia adjuvante e como tratamento de segunda linha é utilizado após falha da quimioterapia combinada para doença metastática, onde ocorre a disseminação da doença de um órgão para outro. Também é utilizado na terapia de primeira linha em câncer avançado ou metastático de mama, em combinação com trastuzumabe, em pacientes com super-expressão do HER-2 em níveis de 2+ e 3+ como determinado por imuno-histoquímica. Câncer de Não-Pequenas Células de Pulmão Paclitaxel é indicado para o tratamento do câncer de não-pequenas células do pulmão em pacientes que não são candidatos a cirurgia e/ou radioterapia com potencial de cura, como tratamento de primeira linha em combinação com um composto de platina ou como agente único. Sarcoma de Kaposi O paclitaxel é indicado como tratamento de segunda linha no sarcoma de Kaposi relacionado à AIDS.
/produtos/paclitaxel
Paco®
Paco® (paracetamol + fosfato de codeína) é indicado para o alívio de dores de grau moderado a intenso, como nas decorrentes de traumatismo (entorses, luxações, contusões, distensões, fraturas), pós-operatório, pós-extração dentária, neuralgia, lombalgia, dores de origem articular e condições similares.
/produtos/paco
Pamidronato dissódico
Pamidronato dissódico está indicado no tratamento de condições associadas ao aumento da atividade osteoclástica, tais como: Hipercalcemia induzida por tumor (Outros distúrbios do metabolismo mineral): O aumento da atividade osteoclástica, resultando em reabsorção óssea excessiva, é a alteração fisiopatológica responsável pela hipercalcemia associada a tumores. A maioria dos casos ocorre em pacientes com neoplasia maligna de mama, neoplasia de células escamosas do pulmão, neoplasia maligna de face, cabeça e pescoço, carcinoma de células renais e certas neoplasias hematológicas, tais como, mieloma múltiplo e neoplasias malignas de plasmócitos e alguns tipos de linfomas. Outras neoplasias menos comuns como vipoma e colangiocarcinoma apresentam alta incidência de hipercalcemia como uma complicação metabólica. Há dois tipos de mecanismos fisiopatológicos envolvidos: (1) hipercalcemia humoral, onde os osteoclastos são ativados e a reabsorção óssea é estimulada por fatores, tais como, proteína relacionada ao paratormônio produzida pelas células tumorais e secretadas na corrente sanguínea; (2) invasão extensa dos ossos por células tumorais, onde há produção local de fatores que estimulam a reabsorção óssea pelos osteoclastos. As concentrações séricas de cálcio nos pacientes com hipercalcemia induzida por tumores podem não refletir a gravidade da hipercalcemia devido à hipoalbuminemia concomitante que esses pacientes podem apresentar. A determinação do cálcio ionizável dever ser utilizada para o diagnóstico e acompanhamento das condições hipercalcêmicas. Quando não disponível, o cálculo do cálcio total, de acordo com a concentração de albumina, poder auxiliar no diagnóstico. Vários nomogramas são utilizados para esse fim (vide item 8. POSOLOGIA). Metástases ósseas (Neoplasia maligna secundária dos ossos) predominantemente líticas e mieloma múltiplo: Metástases ósseas osteolíticas ocorrem comumente em pacientes com mieloma múltiplo ou neoplasia maligna de mama. A distribuição das metástases osteolíticas dessas neoplasias ocorre, predominantemente, no esqueleto axial, particularmente, coluna vertebral, pélvis e costelas. A destruição óssea causada pelas lesões osteolíticas provocam dores ósseas graves e podem ser responsáveis por fraturas ósseas patológicas, tanto no esqueleto axial, quanto no apendicular. Doença de Paget do osso (osteíte deformante) moderada a grave: é uma doença idiopática caracterizada por destruição óssea focal crônica complicada por reparação óssea excessiva ocorrendo em um ou mais ossos. Essas alterações resultam no espessamento de ossos enfraquecidos e propensos a fraturas patológicas ou diminuição da resistência ao esforço.
/produtos/pamidronato-dissodico
PantoCal® (comprimido)
PantoCal® (pantoprazol sódico sesqui-hidratado) 20 mg é indicado para: • Tratamento das lesões gastrintestinais leves. • Alívio dos sintomas gastrintestinais decorrentes da secreção ácida gástrica. • Gastrites ou gastroduodenites agudas ou crônicas e dispepsias não-ulcerosas. • Tratamento da doença por refluxo gastroesofágico sem esofagite, das esofagites leves e de manutenção de pacientes com esofagite de refluxo cicatrizada para prevenção de recidivas em adultos e pacientes pediátricos acima de 5 anos. • Profilaxia das lesões agudas da mucosa gastroduodenal induzidas por medicamentos como os anti-inflamatórios não hormonais. PantoCal® (pantoprazol sódico sesqui-hidratado) 40 mg é indicado para: • Tratamento de úlcera péptica duodenal e úlcera péptica gástrica. • Tratamento de esofagite de refluxo moderada ou grave em adultos e pacientes pediátricos acima de 5 anos. Para as esofagites leves, recomenda-se PantoCal® (pantoprazol sódico sesqui-hidratado) 20 mg comprimidos revestidos de liberação retardada. • Erradicação do Helicobacter pylori com a finalidade de evitar a recorrência de úlcera gástrica ou duodenal causada por este microrganismo. Neste caso, deve ser associado a dois antibióticos adequados. • Tratamento da síndrome de Zollinger-Ellison e de outras doenças que produzem ácido em excesso no estômago.
/produtos/pantocal-comprimido
PantoCal® (pó-liofilizado)
Este medicamento é indicado para o tratamento da úlcera péptica gástrica ou duodenal (úlcera causada pelo ácido do estômago em contato com o revestimento do estômago ou do início do intestino) e das esofagites por refluxo moderadas ou graves (doença causada pela volta do conteúdo do estômago para o esôfago) e para o tratamento da síndrome de Zollinger-Ellison e de outras doenças causadoras de produção exagerada de ácido pelo estômago, quando a via oral não for recomendada, a critério médico. PantoCal® intravenoso (IV) (pantoprazol sódico sesqui-hidratado) também é indicado no tratamento de hemorragia digestiva alta (em complemento à terapia endoscópica), na prevenção do ressangramento e na profilaxia de sangramento agudo por úlcera de estresse.
/produtos/pantocal-po
pantoprazol (comprimido)
 PARA QUE ESTE MEDICAMENTO É INDICADO? •Tratamento de úlcera péptica duodenal (úlcera causada pelo ácido do estômago em contato com o revestimento do início do intestino), úlcera péptica gástrica (úlcera causada pelo ácido no estômago) e das esofagites de refluxo moderadas ou graves (doença causada pela volta do conteúdo do estômago para o esôfago), em adultos e pacientes pediátricos acima de 5 anos. Para as esofagites leves recomenda-se pantoprazol sódico sesqui-hidratado 20 mg. •Tratamento da Síndrome de Zollinger-Ellison e de outras doenças causadoras de produção exagerada de ácido pelo estômago. •Para erradicação do Helicobacter pylori (bactéria responsável pela formação de úlceras), com a finalidade de redução da taxa de recorrência de úlcera gástrica ou duodenal causadas por este microrganismo. Neste caso, deve ser associado a dois antibióticos adequados (vide item 6. COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?).
/produtos/pantoprazol-comprimido
pantoprazol (pó para solução injetável)
Este medicamento é indicado para o tratamento da úlcera péptica gástrica ou duodenal (úlcera causada pelo ácido do estômago em contato com o revestimento do estômago ou do início do intestino) e das esofagites por refluxo moderadas ou graves (doença causada pela volta do conteúdo do estômago para o esôfago) e para o tratamento da síndrome de Zollinger-Ellison e de outras doenças causadoras de produção exagerada de ácido pelo estômago, quando a via oral não for recomendada, a critério médico. O pantoprazol sódico sesqui-hidratado também é indicado no tratamento de hemorragia digestiva alta (em complemento à terapia endoscópica), na prevenção do ressangramento e na profilaxia de sangramento agudo por úlcera de estresse.
/produtos/pantoprazol-po
paracetamol + fosfato de codeína
PARA QUE ESTE MEDICAMENTO É INDICADO? O medicamento paracetamol + fosfato de codeína é indicado para o alívio de dores de grau moderado a intenso, como nas decorrentes de traumatismo (entorses, luxações, contusões, distensões, fraturas), pós-operatório, pós-extração dentária, neuralgia, lombalgia, dores de origem articular e condições similares.
/produtos/paracetamol-fosfato-de-codeina
paroxetina, cloridrato de
PARA QUE ESTE MEDICAMENTO É INDICADO? O cloridrato de paroxetina é indicado para o tratamento de ADULTOS que apresentam algumas das condições abaixo: - transtorno depressivo maior (mesmo que, anteriormente, outros antidepressivos não tenham sido eficazes); - comportamento obsessivo ou compulsivo (incontrolado); - ataques de pânico, inclusive os causados por fobia (pavor) de lugares abertos (agorafobia); - ansiedade generalizada (sensação de muita ansiedade ou nervosismo em situações rotineiras), inclusive em situações que exigem contato social; - ansiedade seguida de evento traumático (transtorno de estresse pós-traumático): acidente de carro, assalto ou desastre natural, como enchente ou terremoto. O cloridrato de paroxetina não é indicado para o tratamento de crianças e adolescentes menores de 18 anos (ver item 4. “O QUE DEVO SABER ANTES DE USAR ESTE MEDICAMENTO?”).
/produtos/cloridrato-de-paroxetina
Pergo
Pergo (dicloridrato de hidroxizina) está indicado para alívio do prurido causado por condições alérgicas da pele, tais como: urticária, dermatite atópica e de contato, e do prurido decorrente de outras doenças sistêmicas.
/produtos/pergo
Perivasc®
Perivasc® (diosmina + hesperidina) é indicado: • Para o tratamento das manifestações da insuficiência venosa crônica, funcional e orgânica dos membros inferiores (tais como varizes e varicosidades, edema e sensação de peso nas pernas, sequelas de tromboflebites, estados pré-ulcerosos, úlceras varicosas, úlceras de estase e edemas pós-traumáticos); • Para o tratamento dos sintomas funcionais relacionados à insuficiência venosa do plexo hemorroidário; • Para a prevenção da hemorragia pós hemorroidectomia. • Para o alívio dos sinais e sintomas pré e pós-operatórios de safenectomia; • Para o alívio da dor pélvica crônica associada à Síndrome da Congestão Pélvica.
/produtos/perivasc-2
Perivasc®
Perivasc® (diosmina + hesperidina) é indicado em: • Para o tratamento das manifestações da insuficiência venosa crônica, funcional e orgânica dos membros inferiores (tais como varizes e varicosidades, edema e sensação de peso nas pernas, sequelas de tromboflebites, estados pré-ulcerosos, úlceras varicosas, úlceras de estase e edemas pós-traumáticos); • Para o tratamento dos sintomas funcionais relacionados à insuficiência venosa do plexo hemorroidário; • Para a prevenção da hemorragia pós hemorroidectomia. • Para o alívio dos sinais e sintomas pré e pós-operatórios de safenectomia; • Para o alívio da dor pélvica crônica associada à Síndrome da Congestão Pélvica.
/produtos/perivasc
Perlatte
A lactase auxilia a digestão da lactose presente nos alimentos. Seu consumo deve estar associado a uma alimentação equilibrada e hábitos de vida saudáveis
/produtos/perlatte
Perosteo
Perosteo é um suplemento vitamínico e mineral desenvolvido para atuar na manutenção da saúde. Sua fonte de cálcio, o Cálcio Citrato Malato, em conjunto com a vitamina D atuam em sinergia para o máximo aproveitamento do organismo.
/produtos/perosteo
Perosteo KM
Perosteo KM é um suplemento vitamínico mineral desenvolvido para atuar na manutenção da saúde. O Citrato Malato de Cálcio (ou CCM(A) - Cálcio Citrato Malato), em conjunto com a vitamina D, a vitamina K2 e o mineral magnésio atuam em sinergia para o máximo aproveitamento do organismo. A probabilidade de desenvolver uma doença óssea está intimamente relacionada à quantidade de massa óssea acumulada pelo organismo. Considerando que 90% do pico de massa óssea são adquiridos até os 18 anos nas meninas, e até os 20 anos nos meninos, e ainda que a diminuição da densidade óssea está relacionada ao risco relativo de fraturas, torna-se muito importante adotar hábitos saudáveis para a construção e conservação de uma massa óssea adequada desde cedo.
/produtos/perosteo-km
Piemonte®
Piemonte® (montelucaste de sódio) é indicado em pacientes adultos e pediátricos (a partir de 2 anos de idade) para a profilaxia e o tratamento crônico da asma, incluindo a prevenção de sintomas diurnos e noturnos, para a prevenção da broncoconstrição induzida pelo exercício e para o tratamento de pacientes com asma sensíveis à ácido acetilsalicílico. Piemonte® (montelucaste de sódio) é eficaz isoladamente ou em associação a outros medicamentos utilizados no tratamento da asma crônica. Piemonte® (montelucaste de sódio) pode ser utilizado concomitantemente a corticosteroides inalatórios com efeitos aditivos no controle da asma ou para reduzir a dose do corticosteroide inalatório e manter a estabilidade clínica. Piemonte® (montelucaste de sódio) é indicado em pacientes adultos e pediátricos (a partir de 2 anos de idade) para o alívio dos sintomas diurnos e noturnos da rinite alérgica, incluindo congestão nasal, rinorreia, prurido nasal, espirros; congestão nasal ao despertar, dificuldade de dormir e despertares noturnos; lacrimejamento, prurido, hiperemia e edema oculares.
/produtos/piemonte-4
Pietra ED
Tratamento da endometriose.    
/produtos/pietra-ed
piperacilina sódica + tazobactam sódico
A piperacilina sódica + tazobactam sódico é indicada para o tratamento das seguintes infecções bacterianas: Adultos 1. Infecções do aparelho respiratório inferior (pneumonias). 2. Infecções das vias urinárias. 3. Infecções intra-abdominais. 4. Infecções da pele e tecidos moles. 5. Infecção generalizada bacteriana (sepse). 6. Infecções ginecológicas, incluindo infecção da parede interna do útero no pós-parto e doença inflamatória do aparelho reprodutor feminino. 7. Infecções neutropênicas febris. É recomendado o tratamento em associação a um antibiótico aminoglicosídeo. 8. Infecções dos ossos e articulações. 9. Infecções polimicrobianas (mais de um microrganismo causador). Crianças acima de 2 anos de idade 1. Infecções febris em pacientes pediátricos, que apresentem baixa quantidade de células sanguíneas responsáveis pela defesa do organismo (neutrófilos). É recomendado o tratamento em associação a um aminoglicosídeo (classe de antibiótico como amicacina). 2. Infecções intra-abdominais. A piperacilina sódica + tazobactam sódico é indicada para garantir ampla cobertura e mantê-lo eficaz em debelar as infecções causadas pelas bactérias sensíveis à piperacilina sódica + tazobactam sódico. Converse com o seu médico e se oriente para que tipo de infecção você está recebendo esse medicamento.
/produtos/piperacilina-sodica-tazobactam-sodico
Pisa
Pisa (dicloridrato de pramipexol) é indicado para o tratamento dos sinais e sintomas da doença de Parkinson idiopática, podendo ser usado como monoterapia (sem levodopa) ou associado à levodopa.
/produtos/pisa
pitavastatina cálcica
PARA QUE ESTE MEDICAMENTO É INDICADO? Este medicamento é indicado como terapia complementar à dieta, para reduzir os níveis elevados de colesterol total, “colesterol ruim” (LDL-C), apolipoproteína B, triglicérides e para aumentar os níveis de “colesterol bom” (HDL-C) em pacientes adultos com excesso de substâncias gordurosas no sangue. Este medicamento só deve ser usado quando a resposta à dieta restrita de gorduras saturadas e colesterol, e outras medidas não farmacológicas forem inadequadas.
/produtos/pitavastatina-calcica
Plaq®
Plaq® (bissulfato de clopidogrel) é indicado para a prevenção secundária dos eventos aterotrombóticos [infarto agudo do miocárdio (IM), acidente vascular cerebral (AVC) e morte vascular] em pacientes adultos que apresentaram IM ou AVC recente ou doença arterial periférica estabelecida. Síndrome Coronária Aguda (SCA): nos pacientes com SCA sem elevação do segmento ST (angina instável ou IM sem onda Q), incluindo tanto aqueles controlados clinicamente, quanto os submetidos à Intervenção Coronária Percutânea (ICP) (com ou sem colocação de stent), Plaq® (bissulfato de clopidogrel) demonstrou redução na taxa de ocorrência do desfecho combinado de morte cardiovascular, IM ou AVC, assim como na taxa de ocorrência do desfecho combinado de morte cardiovascular, IM, AVC ou isquemia refratária. Para os pacientes com IM com elevação do segmento ST, clopidogrel mostrou reduzir a relação de morte por qualquer causa e a relação do desfecho combinado de morte, reinfarto ou AVC. Plaq® (bissulfato de clopidogrel) 75 mg é indicado em adultos para a prevenção de eventos aterotrombóticos e tromboembólicos em:
/produtos/plaq
Pondera XR
Adultos – Transtorno depressivo maior: O cloridrato de paroxetina é indicado para o tratamento dos sintomas do transtorno depressivo maior. – Transtorno do pânico: O cloridrato de paroxetina mostrou-se eficaz no tratamento do transtorno do pânico com e sem agorafobia. – Transtorno disfórico pré-menstrual: O cloridrato de paroxetina é indicado para o tratamento do transtorno disfórico pré-menstrual (PMDD). – Transtorno de ansiedade social (fobia social): O cloridrato de paroxetina demonstrou ser eficaz no tratamento do transtorno de ansiedade social, ou fobia social. A eficácia dos comprimidos de cloridrato de paroxetina de liberação modificada no tratamento de longa duração do transtorno de ansiedade social (fobia social) não foi avaliada. Portanto, se cloridrato de paroxetina tiver de ser administrado por períodos prolongados para tratamento desse transtorno, o médico deve reavaliar periodicamente a utilidade a longo prazo deste medicamento para cada paciente. Crianças e adolescentes (menores de 18 anos) Não é recomendado o uso de cloridrato de paroxetina de liberação modificada, em qualquer de suas indicações, em crianças e adolescentes menores de 18 anos (ver o item 5. ADVERTÊNCIAS E PRECAUÇÕES). A eficácia dos comprimidos de cloridrato de paroxetina de liberação modificada não foi estudada em indivíduos dessa faixa etária. Estudos clínicos controlados do uso de paroxetina em comprimidos de liberação imediata em crianças e adolescentes com transtorno depressivo maior não demonstraram eficácia e não apoiam o uso de paroxetina no tratamento de crianças com depressão (ver o item 5. ADVERTÊNCIAS E PRECAUÇÕES). A segurança e a eficácia da paroxetina em crianças com menos que 7 anos de idade não foram avaliadas.
/produtos/pondera-xr
Pondera® 10 mg e 30 mg
Transtorno depressivo maior Pondera® (cloridrato de paroxetina) é indicado no tratamento do transtorno depressivo maior (TDM). Resultados de estudos realizados com pacientes sob tratamento cloridrato de paroxetina por mais de um ano indicam que este medicamento é eficaz na prevenção de recaídas e também na recorrência dos sintomas depressivos. Transtornos de ansiedade − Tratamento dos sintomas e prevenção de recidiva do transtorno obsessivo-compulsivo (TOC); − Tratamento dos sintomas e prevenção de recidiva do transtorno do pânico com ou sem agorafobia; − Tratamento de fobia social/transtorno de ansiedade social; − Tratamento dos sintomas e prevenção de recidiva do transtorno de ansiedade generalizada; − Tratamento do transtorno de estresse pós-traumático. Crianças e adolescentes menores de 18 anos Todas as indicações Pondera® (cloridrato de paroxetina) não é indicado para crianças nem adolescentes menores de 18 anos (vide item 5. ADVERTÊNCIAS E PRECAUÇÕES). Estudos clínicos controlados feitos com crianças e adolescentes que apresentavam transtorno depressivo maior não evidenciaram eficácia e não embasam o uso da paroxetina no tratamento de depressão nessa população (vide item “5. ADVERTÊNCIAS E PRECAUÇÕES”). A eficácia e a segurança do uso da paroxetina em crianças menores de 7 anos não foram estudadas.
/produtos/pondera-10mg-30mg
Pondera® 15 mg e 25 mg
Pondera® (cloridrato de paroxetina) é indicado para o tratamento de quadros depressivos leves, moderados e graves acompanhados ou não por ansiedade. Pondera® (cloridrato de paroxetina) também é indicado para o tratamento dos sintomas do Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC), Transtorno de Ansiedade Social (fobia social), Transtorno do Pânico, Transtorno de Ansiedade Generalizada e Transtorno de Estresse Pós-Traumático.
/produtos/pondera-15mg-25mg
Pondera® 20 mg
Adultos Transtorno Depressivo Maior O Pondera® (cloridrato de paroxetina) é indicado no tratamento depressivo maior (TDM). Resultados de estudos realizados com pacientes sob tratamento de cloridrato de paroxetina por mais de um ano indica que Pondera® (cloridrato de paroxetina) é eficaz na prevenção de recaídas e também na recorrência dos sintomas depressivos. Transtornos de ansiedade - Tratamento dos sintomas e prevenção de recidiva do transtorno obsessivo-compulsivo (TOC). - Tratamento dos sintomas e prevenção de recidiva do transtorno do pânico com ou sem agorafobia. - Tratamento de fobia social/transtorno de ansiedade social. - Tratamento dos sintomas e prevenção de recidiva do transtorno de ansiedade generalizada. - Tratamento do transtorno de estresse pós-traumático. Crianças e adolescentes menores de 18 anos Todas as indicações O Pondera® (cloridrato de paroxetina) não é indicado para crianças nem adolescentes menores de 18 anos (ver item 5. “ADVERTÊNCIAS E PRECAUÇÕES”). Estudos clínicos controlados feitos com crianças e adolescentes que apresentavam transtorno depressivo maior não evidenciaram eficácia e não embasam o uso de cloridrato de paroxetina no tratamento de depressão nessa população (ver item 5. “ADVERTÊNCIAS E PRECAUÇÕES”). A eficácia e a segurança do uso de cloridrato de paroxetina em crianças menores de 7 anos não foram estudadas.
/produtos/pondera-20-mg
Pondera® 40 mg
Pondera® (cloridrato de paroxetina) é indicado para o tratamento da depressão, incluindo as formas graves e as acompanhadas por ansiedade. Pondera® (cloridrato de paroxetina) também é indicado para o Tratamento dos Sintomas do Transtorno Obsessivo Compulsivo, Transtorno de Ansiedade Social (fobia social), para o tratamento dos sintomas da Doença do Pânico com ou sem Agorafobia, no Transtorno de Ansiedade Generalizada (T.A.G.), no tratamento de Estresse Pós-Traumático (T.E.P.T.) e no Transtorno Disfórico Pré-menstrual (T.D.P.M.).
/produtos/pondera-40-mg
PraIVA (comprimido revestido)
Este medicamento é indicado para o tratamento de adultos (com idade igual ou acima de 18 anos) com: • infecções das vias respiratórias superiores e inferiores; - exacerbações agudas de bronquite crônica; - pneumonia adquirida na comunidade (PAC) incluindo PAC causada por cepas multirresistentes*; - sinusite aguda. • infecções não complicadas de pele e tecidos moles; • doença inflamatória pélvica não complicada (isto é, doenças do trato genital superior feminino, inclusive salpingite e endometrite); • infecções complicadas de pele e anexos (incluindo infecções do pé diabético); • infecções intra-abdominais complicadas, incluindo infecções polimicrobianas, como abscessos. * Streptococcus pneumoniae multirresistentes, incluindo isolados conhecidos como S. pneumoniae resistente a penicilina e cepas resistentes a dois ou mais dos seguintes antibióticos: penicilina (CIM ≥ 2 μg/mL), cefalosporinas de 2ª geração (por exemplo, cefuroxima), macrolídeos, tetraciclinas e trimetoprima/sulfametoxazol. Devem-se considerar as recomendações relacionadas ao uso apropriado de agentes antibióticos.
/produtos/praiva
Praiva IV
PraIVA (cloridrato de moxifloxacino) solução para infusão é indicado para o tratamento das seguintes infecções causadas por bactérias sensíveis: • pneumonia adquirida na comunidade (PAC) incluindo PAC causada por bactérias resistentes a alguns antibióticos*; • infecções complicadas de pele e anexos (inclusive infecções do pé diabético);• infecções intra-abdominais complicadas, incluindo infecções causadas por várias bactérias, como abscessos. * Streptococcus pneumoniae multirresistente, incluindo isolados conhecidos como S. pneumoniae resistente a penicilina, e cepas resistentes a dois ou mais dos seguintes antibióticos: penicilina (CIM ≥ 2 μg/mL), cefalosporinas de 2a geração (por exemplo, cefuroxima), macrolídeos, tetraciclinas e trimetoprima/sulfametoxazol. Devem-se considerar as recomendações relacionadas ao uso apropriado de agentes antibióticos.
/produtos/praiva-iv
pramipexol, dicloridrato de
PARA QUE ESTE MEDICAMENTO É INDICADO? Este medicamento é indicado para tratamento dos sinais e sintomas da doença de Parkinson sem causa conhecida, podendo ser usado isoladamente (sem levodopa) ou em associação com levodopa.
/produtos/dicloridrato-de-pramipexol
prednisolona
INDICAÇÕES Este medicamento é indicado como agente anti-inflamatório e imunossupressor em patologias cujos mecanismos fisiopatológicos envolvam processos inflamatórios e/ou autoimunes; para o tratamento de condições endócrinas; e em composição de esquemas terapêuticos em algumas neoplasias: - Distúrbios Endócrinos: Insuficiência adrenocortical primária ou secundária (sendo que corticosteroides naturais como cortisona ou hidrocortisona são de primeira escolha). Análogos sintéticos podem ser utilizados em conjunto com mineralocorticoides, quando necessário (na infância a suplementação de mineralocorticoides é especialmente importante); hiperplasia adrenal congênita; tireoidite não-supurativa; hipercalcemia associada ao câncer. - Distúrbios Reumáticos: Como terapia adjuvante para administração a curto prazo (para reverter paciente em episódio agudo ou exacerbado) em: artrite psoriática, artrite reumatoide, incluindo artrite reumatoide juvenil (em casos particulares serão utilizadas terapias de manutenção de baixas doses); espondilite anquilosante; bursite aguda e subaguda; tenossinovite aguda inespecífica; artrite gotosa aguda; osteoartrite pós-traumática; sinovites osteoartríticas; epicondilites. - Colagenoses: Durante exacerbação ou como terapia de manutenção em casos particulares de lúpus eritematoso sistêmico, cardite reumática aguda. - Doenças Dermatológicas: Pênfigo; dermatite herpetiforme bolhosa; eritema multiforme grave (Síndrome de Stevens-Johnson); dermatite esfoliativa; micoses fungoides; psoríase grave; dermatite seborreica grave. - Estados Alérgicos: Controle de condições alérgicas graves ou incapacitantes refratárias aos meios adequados de tratamentos convencionais; rinite alérgica perene ou sazonal; dermatite de contato; dermatite atópica; doenças do soro; reações de hipersensibilidade a drogas. - Doenças Oftálmicas: Processos inflamatórios e alérgicos agudos e crônicos graves: envolvendo o olho e seus anexos como úlceras marginais alérgicas da córnea; herpes zoster oftálmico; inflamação do segmento anterior; coroidite e uveíte posterior difusa; oftalmia simpática; conjuntivite alérgica; ceratite; coriorretinite; neurite óptica; irites e iridociclites. - Doenças Respiratórias: Sarcoidose sintomática; Síndrome de Löefler não-tratável por outros meios; beriliose; tuberculose pulmonar fulminante ou disseminada quando usado concomitantemente à quimioterapia antituberculose apropriada; pneumonite por aspiração; asma brônquica. - Distúrbios Hematológicos: Púrpura trombocitopênica idiopática em adultos; trombocitopenia secundária em adultos; anemia hemolítica adquirida (autoimune); eritroblastopenia (anemia eritrocítica); anemia hipoplásica congênita (eritroide). - Doenças Neoplásicas: Para o tratamento paliativo de leucemia e linfomas em adultos; leucemia aguda infantil. - Estados Edematosos: Para indução de diurese ou remissão da proteinúria na síndrome nefrótica idiopática ou devida ao lúpus eritematoso, sem uremia. - Doenças Gastrintestinais: Manutenção do paciente após um período crítico da doença em colite ulcerativa e enterite regional. - Doenças Neurológicas: Exacerbações agudas da esclerose múltipla.
/produtos/prednisolona
prednisolona
PARA QUE ESTE MEDICAMENTO É INDICADO? Este medicamento é indicado para o tratamento de doenças endócrinas, osteoarticulares e osteomusculares, reumáticas, do colágeno, dermatológicas, alérgicas, oftálmicas, respiratórias, hematológicas, neoplásicas, e outras, que respondam à terapia com corticosteroides.
/produtos/prednisolona-2