O que é fimose?
Conheça mais e saiba quando operar.
A fimose é o excesso de pele que cobre a glande (cabeça do pênis). É comum em bebês meninos e geralmente desaparece durante os anos do seu crescimento. Em alguns casos, pode provocar dor e inflamação. Caso o problema persista durante a adolescência é necessário removê-la por meio de cirurgia. Isso porquê, quando adulto, o excesso de pele pode provocar câncer de pênis e doenças como infecção urinária, pois impede uma boa higienização do local, além de oferecer maior propensão para IST (infecções sexualmente transmissíveis), como o HPV. A fimose também pode influenciar negativamente no desempenho sexual e provocar dores durante as relações¹.

A fimose presente desde o nascimento do menino é classificada como fimose fisiológica. Com menor frequência, ela pode ser desencadeada por casos repetidos de infecção na pele ou na glande (denominada fimose secundária). O diagnóstico é feito pelo médico (pediatra quando criança e o urologista, no caso do homem adulto) que irá indicar o melhor tratamento a depender do tipo. Além disso, é o especialista quem vai diferenciar a fimose de um outro quadro semelhante, chamado “aderência”, uma espécie de cola na pele, que fica grudada na glande. Esta situação cede naturalmente¹.

Alguns cuidados gerais são recomendados a todos os pacientes com fimose, dentre eles, destacam-se²:

  • Ao contrário do que popularmente difundido, deve-se evitar tração forçada do prepúcio ou as conhecidas “massagens”, isso porque podem causar sangramento e fibrose, com subsequente desenvolvimento de fimose patológica. Ao invés disso, recomenda-se a tração gentil do prepúcio durante as trocas de fralda e/ou durante o banho, a fim de expor delicadamente a glande de forma gradual e progressiva. Enquanto o prepúcio vai sendo naturalmente retraído, lavar e secar a região exposta. Após a tração do prepúcio, sempre recobrir a glande;

  • Manter a boa higiene local é essencial para evitar infecções locais.


 

Formas de tratamento¹:

  • Pomada à base de corticoide – com propriedades anti-inflamatórias e analgésicas, fazendo com que a pele deslize sobre a glande.

  • Cirurgia – indicada quando as outras terapias não fazem efeito. A operação consiste na remoção do excesso de pele ou na realização de um ou pequenos cortes na pele. A cirurgia é contraindicada para pacientes com dificuldade de coagulação sanguínea ou anormalidades no pênis.


 

 
Fontes:

1- Fimose - que é, diagnóstico, causas, sintomas e cirurgia – Ministério da Saúde Brasil. Disponível em: http://antigo.saude.gov.br/saude-de-a-z/fimose. Último acesso em 22 de outubro de 2020.

2- Saúde da Criança. Qual o manejo da fimose em crianças? Núcleo de Telessaúde Rio Grande do Sul| 01 jul 2019 | ID: sof-42490. Disponível em: https://aps.bvs.br/aps/qual-o-manejo-da-fimose-em-criancas/. Último acesso 22 de outubro de 2020.